sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Experiência com resultados polémicos foi repetida À segunda vez, os neutrinos continuam mais rápidos que a luz



Pela segunda vez, os neutrinos disparados a partir do acelerador de partículas do CERN, na Suíça, chegaram ao laboratório subterrâneo de Gran Sasso, em Itália, cerca de 60 nanossegundos mais rápido do que a velocidade da luz.
O mistério das partículas subatómicas que podem contradizer Einstein continua. Ler o resto da notícia. (Retirado do Público, 18 de Novembro de 2011)

Sem comentários: