quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A lucky image

Portugueses distinguidos em concurso europeu

Com um projecto original sobre estruturas geológicas misteriosas descobertas por eles no Sudoeste alentejano, alunos de Odemira conquistaram terceiro lugar na final.

Foi com "um mistério meio resolvido" sobre estruturas geológicas costeiras, como eles próprios dizem, que Inês Marques e Kristoffer de Sá Hog, da Escola Secundária de Odemira, conquistaram o terceiro lugar, no valor de 3500 euros, na Final Europeia para Jovens Cientistas, cuja 22ª edição terminou ontem, em Lisboa. O primeiro lugar foi ex aequo para participantes da Hungria, da Polónia e da República Checa. Ler o resto da notícia. (Retirado DN, 29 de Setembro de 2010)

ITER vai realizar primeiro teste com hidrogénio em 2019

Faltam nove anos para a realização dos primeiros testes do ITER, o Reactor Experimental de Fusão Nuclear , actualmente em construção em França. O hidrogénio - não radioactivo, limpo e flexível no trabalho de investigação - vai ser a fonte utilizada em 2019, estando previstas as provas com combustível real e radioactivo, que determinará a viabilidade efectiva do ITER, entre 2024 e 2026.

O projecto pretende "reproduzir o Sol na Terra, com o objectivo de ter uma energia limpa, inesgotável, segura, amiga do ambiente e economicamente atractiva", resumiu Carlos Varandas, presidente do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN), associado do projecto ITER. Ler o resto da notícia. (Retirado do Expresso, 29 de Setembro de 2010)

sábado, 25 de setembro de 2010

Captadas novas imagens da aurora de Saturno

Novas imagens e filme captados pela sonda 'Cassini' mostram auroras brilhantes do planeta por um período de dois dias. Novas imagens artificialmente coloridas da aurora brilhante de Saturno, feitas ao longo de dois dias, estão a ajudar os cientistas a entenderem o que causa alguns dos espectáculos de luz mais impressionante do Sistema Solar.

As imagens fazem parte de um novo estudo que, pela primeira vez, extrai informações sobre as características da aurora de Saturno tomadas a bordo da nave Cassini da NASA.

Os resultados preliminares foram ontem apresentados pelo cientista Tom Stallard, no Congresso Europeu de Ciência Planetária, que decorre em Roma. Ler o resto da notícia. (Retirado do DN, 25 de Setembro de 2010)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Starry Night Over the Rhone

Estudantes e investigadores discutem novidades científicas no YES Meeting

O maior encontro internacional na área das Biomédicas que se realiza em Portugal arranca sexta-feira com a sua quinta edição. O Young European Scientists Meeting (Yes Meeting), organizado por um grupo de alunos da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), abre portas aos estudantes do ensino superior e a investigadores de destaque internacional, entre eles Aaron Ciechanover, Nobel da Química em 2004.
O Yes Meeting apresenta três linhas essenciais, a “apresentação das investigações realizadas por alunos que estão a frequentar licenciatura, palestras de investigadores e uma componente prática de workshops. Ler o resto da notícia. (Retirado do CiênciaHoje, 24 de Setembro de 2010)

«Se eu fosse...cientista!» é o novo concurso Ciência Hoje/ Ciência Viva

Imaginem-se um cientista de não importa que data, área científica e país. Contar a sua história em três momentos cruciais da vida é o desafio que Ciência Hoje e Ciência Viva propõem. Este é o terceiro concurso consecutivo lançado em parceria depois de «Na Senda de Darwin» e «Faz Portugal Melhor!», sendo que a este último concorreram inicialmente 700 equipas.

«Se eu fosse... cientista!», com arranque a 29 de Setembro e com a final a disputar-se em 21 de Maio de 2011 no Casino da Figueira da Foz, é um apelo à capacidade de investigação e à imaginação de todos os jovens do Ensino Secundário. Mais informações aqui.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Cresent Moon

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Clouds, Birds, Moon, Venus

Restos de supernova na matéria de um meteorito

Nanopartículas de um meteorito que caiu na Terra em 1864 tinham traços de um isótopo raro, sugerindo que na origem do sistema solar esteve uma gigantesca explosão.
Esta investigação começou em 1864, quando um meteorito de nove quilos caiu na localidade francesa de Orgueil. Na altura, o objecto foi levado para o Museu Nacional de História Natural, de Paris. Mas o valor científico deste meteorito não estava completamente explorado: recentemente, uma equipa internacional franco-americana descobriu ali partículas de matéria que adensam os mistérios sobre a origem do sistema solar. Os cientistas dizem ter encontrado rastos da explosão de uma supernova que ocorreu há 4,5 mil milhões de anos e cujos materiais se julga terem estado na origem do nosso Sol.
A equipa de cientistas analisou 1500 grãos retirados no meteorito de Orgueil e encontrou nanopartículas extraordinariamente ricas num isótopo de Crómio (Crómio 54) muito raro na natureza. A conclusão a que chegaram os cientistas das Universidades de Chicago e de Lille, além do CNRS francês, num artigo publicado em The Astrophysical Journal, é de que esta matéria (que tinha mil vezes menos do que a espessura de um cabelo humano) já existia antes da própria formação do sistema solar. Ler o resto da notícia. (Retirado do DN, 15 de Setembro de 2010)

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nova explicação para interacção entre Quarks e Gluões


Um novo fenómeno na interacção entre Quarks e Gluões (substância enigmática que une um quark e um anti-quark para formar o mesão) identificado por uma equipa de investigadores liderada pelo físico Eef Beveren, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), compromete alguns conceitos da actual Teoria das Interacções Fortes entre Quarks, misteriosas partículas subatómicas constituintes de toda a matéria – a interacção não gera novas partículas subatómicas, como se pensava, mas um mero efeito dispersivo, segundo foi hoje anunciado.
O estudo, que envolve também os físicos George Rupp, do Instituto Superior Técnico em Lisboa (IST), e Jorge Segovia, da Universidade de Salamanca, acaba de ser publicado na Physical Review Letters – revista de referência em toda a área da Física – e usou informação resultante de experiências realizadas nos laboratórios de SLAC (Stanford, EUA) e de KEK (Tsukuba, Japão). Nestas experiências são estudados pequenos sistemas, chamados mesões, formados pela união de um quark e um anti-quark, através de colisões que ocorrem nos grandes aceleradores de partículas. Ler o resto da notícia. (Retirado do CiênciaHoje, 14 de Setembro de 2010)

Close up: ovos de insectos

Martin Oeggerli registou imagens impressionantes de ovos de insectos, usando um microscópio electrónico de varredura (SEM).
Sugestão do blogue Olha que maneiro.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Preparing for Progress

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Vela Supernova Remnant

JENAM 2010


Quatro intensos dias de participação no JENAM 2010, nos dias 6 a 10 de Setembro em Lisboa. Um programa intenso e muito interessante, com uma excelente organização.

sábado, 4 de setembro de 2010

NASA quer entrar na atmosfera do Sol

A agência espacial norte-americana quer enviar uma sonda para estudar o Sol em 2018. O objectivo é entrar na atmosfera solar com um engenho comandado à distância.A sonda, chamada Solar Probe Plus (SPP), terá que obter toda a informação antes de ser destruída pelas temperaturas altíssimas do Sol.
"As experiências são especificamente desenhadas para resolver duas questões-chave da física do Sol – por que é que a atmosfera exterior é muito mais quente do que a superfície visível e o que é que origina o vento solar que afecta a Terra e o nosso sistema", explica Dick Fischer, director da divisão de Heliofísicas da NASA em Washington, num comunicado emitido na quinta-feira. "Lutamos com estas questões há décadas e esta missão vai finalmente dar-nos uma resposta." Ler o resto da notícia. (Retirado do Público, 4 de Setembro de 2010)
Mais informações aqui.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

quarta-feira, 1 de setembro de 2010


A Agência Espacial Norte-Americana (NASA) colocou à disposição do público, na plataforma de fotografias Flickr, mais de meio século da sua história , esperando agora que o público participe com comentários e recordações.
As imagens podem ser encontradas numa galeria intitulada "The Commons", espaço que a NASA acredita poder incentivar antigos funcionários ou visitantes das instalações a contribuírem para a construção de uma memória comum. Ler o resto da notícia. (Retirado do DN, 1 de Setembro de 2010)

Earth and Moon from MESSENGER