terça-feira, 6 de julho de 2010

O Universo é uma casca de noz em infra-vermelhos


A fotografia é um aperitivo, o universo numa casca de noz feito da radiação electromagnética no extremo do infra-vermelho. O telescópio Planck está a trabalhar há mais de um ano, e ofereceu agora as primeiras fotografias de um céu que só ele vê.“É uma fotografia espectacular, é um objecto de beleza”, disse à BBC News Jan Tauber, cientista do projecto Planck, da Agência Espacial Europeia (ESA). O Planck foi lançado em Maio de 2009, com o objectivo de estudar os primeiros acontecimento do Universo logo a seguir ao Big Bang.
Uma das teorias mais importantes que vai testar é a teoria da inflação. Imediatamente a seguir ao Big Bang, há 13,7 mil milhões de anos, pensa-se que o Universo aumentou de uma forma exponencial – como um airbag que se liberta num carro. Este fenómeno terá durado fracções ínfimas de segundo mas se tiver acontecido deixou uma marca que reverbera no Universo.
O Planck está à procura dessa marca na Radiação Cósmica de Fundo (RCF), a primeira luz emitida pelo Universo, que por ser tão antiga e estar tão distante chega-nos em ondas menos energéticas e mais compridas, que estão muito para lá da cor vermelha. Ler o resto da notícia. (Retirado do Público, 5 de Julho de 2010).
Mais informações aqui.

Sem comentários: