terça-feira, 30 de junho de 2009

O aluno do futuro?

Ai, se a internet está lenta...

Experiência para fazer em casa: Frio instantâneo!

Com o calor que se sente nada como utilizar a Química e substâncias do dia-a-dia para ultrapassar o problema.

O que precisa:
- Bicarbonato de sódio;
- Sumo de limão;
- Recipiente;
- Termómetro.

Como fazer:
1. Coloque o sumo de limão no recipiente. Coloque o termómetro e registe a temperatura inicial
2. Adicione o bicarbonato de sódio. Registe a temperatura obtida.

O que acontece: A reacção entre o ácido cítrico do sumo do limão e o bicarbonato de sódio é uma reacção endotérmica, ocorrendo com um abaixamento da temperatura.

domingo, 28 de junho de 2009

Resumir o blogue em palavras...

E se as abelhas desaparecessem?

Apesar do seu tamanho reduzido as abelhas desempenham um papel muito importante e pouco valorizado. Nos últimos anos o número de abelhas tem-se reduzido drasticamente. Mas porque estão as abelhas a desaparecer?
"A causa é ainda desconhecida, o que os investigadores sabem é que há vários factores que podem ter causado esta situação", explica o professor universitário e especialista nesta matéria Miguel Vilas Boas. Apesar de as abelhas terem um inimigo sem rosto, há uma doença que os especialistas acreditaram ser responsável por várias mortes: a varroose. Considerada a "sida das abelhas", este vírus é provocado por um ácaro - a varroa - que "enfraquece as abelhas e torna-as susceptíveis a outras doenças".
Outra razão é o fenómeno da desordem e colapso da colónia, que só nos EUA matou milhões de abelhas, colocando em perigo as colheitas fortemente dependentes das abelhas para a polinização. A desordem caracteriza-se por colónias sem rainha, poucos adultos recentemente formados e muitos alimentos, apesar da abelha operária responsável pela polinização ter desaparecido. (Fonte: DN e NYTimes).
Fica o alerta de Albert Einstein: "Quando as abelhas desaparecerem da face da Terra, o homem tem apenas quatro anos de vida."
Para mais informações consultar o excelente artigo da Palmira Silva no Rerum Natura.

sábado, 27 de junho de 2009

Descobertas por acidente que mudaram o mundo: a super cola

A super cola tornou-se um material indispensável em qualquer casa devido à sua versatilidade. Curiosamente a invenção da super cola foi feita acidentalmente, em 1942 pelo Dr. Harry Coover.
Durante a 2ª Guerra Mundial o Dr. Harry Coover e a sua equipa estavam a desenvolver uma investigação com cianoacrilatos, no sentido de criar um plástico para utilização militar. Enquanto desenvolviam a sua pesquisa os investigadores verificaram que estes eram muito pegajosos e muito difíceis de trabalhar, pelo que abandonaram estes materiais e utilizaram outros na sua investigação. Seis anos mais tarde, o Dr. Harry Coover retomou a sua investigação com os cianoacrilatos, verificando que estes aderiam às diferentes superfícies facilmente, sem calor ou pressão. Esta descoberta transformou-se num sucesso imediato, sendo muito utilizada para o tratamento das feridas durante a guerra do Vietname. Actualmente os cianoacrilatos continuam a ser utilizados como adesivos cirúrgicos sintéticos na Medicina. Para saber mais sobre a supercola.

Com uma pequena ajuda do gás hélio... :)

Aproveitando as potencialidades do hélio nas dietas...

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Avião que funciona a energia solar dia e noite apresentado hoje na Suíça

O Solar Impulse é tão leve como um carro médio de 1500 quilogramas mas tem uma envergadura de 61 metros. O avião, que trabalha só a energia solar de dia e de noite, foi apresentado hoje em Duebendorf, na Suíça.
O suíço Bertrand Piccard, a cabeça do projecto do protótipo, já fez a volta ao mundo num balão de ar quente em 1999 e quer repetir o feito em 2012 com o sucessor do Solar Impulse. “Ontem foi um sonho. Hoje é um avião. Amanhã vai ser um embaixador das energias renováveis”, disse hoje Piccard aos jornalistas durante a conferência na cidade perto de Zurique.
O HB-SIA tem 24 mil células solares ligadas a baterias com alta eficiência, que permitirão acumular energia vinda do sol para o avião poder continuar a trabalhar durante a noite. “Se uma aeronave é capaz de voar de dia e de noite sem combustível, impulsionada simplesmente pela energia solar, ninguém poderá dizer que é impossível de se fazer o mesmo com veículos a motor, sistemas de ar condicionado ou de aquecimento e computadores”, acrescentou. Ler o resto da notícia. (Retirado do Jornal Público, 26 de Junho de 2009)

terça-feira, 23 de junho de 2009

O último a saber...

Cartoon delicioso do Calvin que exemplifica, com a habitual perspicácia, o pensamento da maioria dos meus alunos. :)

(Retirado de Calvin and Hobbes de Bill Watterson)

Para reflectir...

Em época de exames e provas nacionais uma análise necessária ao facilitismo nos exames e à utilização das calculadoras gráficas no blogue Átomo e meio.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

A beleza do mundo microscópico 2

Serão as imagens aquilo que aparentam à primeira vista?

"Flor" de Cimento (Hope Connolly, Department of Chemical Engineering).
Cimento arrefecido a 105 º Celsius.



"Penas" de Semicondutores (R. R. Lunt, Department of Chemical Engineering).
Imagem de um semicondutor orgânico através do microscópio electrónico.

"Chapéu de Páscoa" (Qiangfei Xia GS, Department of Electrical Engineering).
Metal derretido sobre um chip de silicone por um laser)

domingo, 21 de junho de 2009

Chegou o Verão!


Este ano o Solstício de Verão tem inicio no dia 21 de Junho às 06h46m. Este instante marca o início do Verão no Hemisfério Norte, Estação mais quente do ano. Esta estação prolonga-se por 93,65 dias até ao próximo Equinócio que ocorre no dia 22 de Setembro de 2009 às 22h19m. (Retirado do Observatório Astronómico de Lisboa)

(Verão, Giuseppe Arcimboldo)

sábado, 20 de junho de 2009

Arrefecimento instantâneo!

Nunca vos aconteceu ir ao frigorífico beber uma bebida fria e verificarem que, afinal, o sumo está na despensa? Como resolver este problema em poucos minutos, com uma pequena ajuda da Química. :)
(Vídeo traduzido por Carlos Portela)

Quais são os elementos químicos que nos definem?


Sabias que 61% da massa do nosso corpo é oxigénio? E que 95% da massa do nosso corpo é formado por 4 elementos: oxigénio, carbono, hidrogénio e azoto
?

(O Homem Vitruviano, de Leonardo da Vinci)


quinta-feira, 18 de junho de 2009

As questões verdadeiramente importantes


terça-feira, 16 de junho de 2009

Is anybody out there?

O "bichinho" chama-se Herminiimonas glaciei ou, simplesmente, H. glaciei . Durante mais de 120 mil anos esteve aprisionado no gelo da Gronelândia e segundo os investigadores da equipa norte-americana dirigida por Jennifer Loveland-Curtze servirá de exemplo mostrando que tipo de formas de vida podem existir noutros planetas.
Os investigadores mostraram muita paciência na tarefa de acordar este micróbio para a vida. As amostras do pequeno exemplar - mesmo quando já consideramos as reduzidas dimensões das bactérias - terão sido "internadas" numa incubadora a dois graus celsius durante sete meses. Depois e durante os quatro meses e meio seguintes, a temperatura foi aumentada para cinco graus. Foi nessa altura que as colónias da bactéria foram vistas.
É uma ultramicrobactéria e terá sido este tamanho reduzido que a terá ajudado a sobreviver no gelo. As pequenas dimensões celulares já foram associadas a vantagens na eficiência para a obtenção de nutrientes, protecção de predadores, entre outras defesas. Ler o resto da notícia. (Retirado do Jornal Público, 15 de Junho de 2009)

As velhas tecnologias...


Experiência para fazer em casa: Como fazer cristais em casa

Fazer cristais em casa é uma experiência simples e divertida.

Materiais
-Sais Epsom (sulfato de magnésio - disponível em produtos para jardinagem ou sais de banho)
- Panela
- Prato
- Colher para mexer
- Água quente (o suficiente para cobrir o fundo do recipiente)
- Corante alimentar (opcional)

Procedimento
1- Aquece a água numa panela.
2- Adiciona o sal à água quente, mexendo até que não consigas dissolver mais sal.
3- Se quiseres cristais com cor, adiciona o corante alimentar.
4- Coloca a solução quente num prato, agitando um pouco e deixa a água evaporar.

Resultados:
Deixo aqui duas imagens do Rúben que realizou a experiência em casa, com a produção de cristais azuis.


Povoar a Lua: uma realidade cada vez mais próxima?

A agência espacial norte-americana vai lançar quinta-feira o foguete Atlas V, que levará para a Lua dois novos artefactos com o objectivo de estudar as condições para que os humanos possam habitar aquele satélite da Terra.
«Estes robôs, que vão nas primeiras missões da NASA à Lua em mais de uma década, são os nossos exploradores com vista a conhecer melhor as características do terreno e do ambiente para a presença humana», afirmou segunda-feira Chuck Dovale, director de lançamentos da NASA, numa conferência de imprensa. As missões coincidem com os 40 anos da chegada do Homem à Lua.
Um dos artefactos, a Sonda de Reconhecimento Lunar, vai manter-se em órbita em torno da Lua e apontará os seus instrumentos para o satélite da Terra, de modo a encontrar também locais para futuras descidas dos astronautas.
Por seu lado, o Satélite para Observação da Cratera Lunar tem por missão encontrar provas da existência de água nos pólos lunares.
Os cientistas acreditam que, se fosse encontrado gelo na superfície lunar, este poderia ser usado para auxiliar a subsistência de astronautas e futuros colonos mas também como fonte de combustível para explorações para além da Lua. Ler o resto da notícia. (Retirado da TSF, 16 de Junho de 2009)

sábado, 13 de junho de 2009

Tabela Periódica ganha um novo elemento

A tabela periódica, a representação visual dos elementos químicos em função das suas propriedades atómicas, que se tornou um ícone da cultura científica do século XX e é referência obrigatória de qualquer aluno do secundário, vai ter um novo elemento. É oficial. Ainda não tem nome, mas o seu número atómico é 112, o que faz dele o elemento mais pesado até agora de toda a tabela. É também o primeiro novo elemento a entrar na tabela desde 2004.
Produzido pela primeira vez em 1996 por uma equipa internacional liderada pelo centro Helmoltz GSI para a investigação de iões pesados, em Darmsadt, o elemento 112 foi agora oficialmente reconhecido pela Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC), a organização internacional que tem autoridade para o fazer.
A IUPAC deu à equipa liderada pelo investigador Sigurd Hofmann a possibilidade de escolha do nome, e os cientistas esperam ter um nome escolhido dentro de algumas semanas. Depois caberá à IUPAC aceitar, ou não, a sugestão.
O último elemento que ocorre na natureza a ser descoberto, em 1925, foi o rénio. Desde então, os novos elementos que entraram para a tabela periódica foram produzidos pelos cientistas, através da fusão de átomos de diferentes substâncias. Ler o resto da notícia. (Retirado do Diário de Notícias, 13 de Junho de 2009)

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Colibris e as forças G

Uma das aves mais pequenas detém o invejável recorde de ser, proporcionalmente, mais rápida do que um vaivém espacial e resistir melhor à gravidade do que um piloto de combate preparado para a suportar. É o macho da família colibri Ana, com os seus 8 a dez centímetros de cumprimento e os seus poucos gramas de peso.
A velocidade atingida pelos colibris é a mais elevada alguma vez registada num vertebrado, em comparação com o seu tamanho, considera o zoólogo Christopher James Clark, da Universidade da Califórnia. Este conseguiu captar em fotografia de alta velocidade os voos de acasalamento dos colibris machos - os seus voos picados - que atraem a atenção das fêmeas. Estas manobras de alto risco submetem os colibris a uma força de gravidade (força a que um corpo é sujeito sob aceleração) de 9Gs, a mais elevada até hoje registada por um vertebrado em manobra voluntária, com a excepção dos pilotos de combate. Estes, segundo os especialistas, podem perder os sentidos quando submetidos a uma força de 7G.
Os mergulhos dos machos são elemento central da sedução nos colibris, em conjunto com a exuberância cromática da plumagem que exibem na cabeça e pescoço durante a época de acasalamento. Ler o resto da notícia. (Retirado do Diário de Notícias, 11 de Junho de 2009)
Para saber mais sobre a força G e como funciona, consulte este site.

Técnicas anti-stress pelo verdadeiro especialista:)


A geração google


domingo, 7 de junho de 2009

A beleza do mundo microscópico

Imagens de rara beleza em objectos comuns do dia-a-dia, que não despertam particular interesse mas que surpreendem quando olhados muito, mas muito mais perto. Para conhecer mais imagens visite o site da Nikon.

Convallaria majalis (Lílio do Vale) (1300x) (Albert Tousson)

Cristal de oxalato de amónio (25x) (Karl Deckart)

Creme de barbear com água (310x) (Edwin Lee)

Pólen de Gladiola (2500x) (Dr. Shirley Owens)

sexta-feira, 5 de junho de 2009

HOME - documentário de Yann Arthus-Bertrand

É hoje apresentado, a nível mundial, o documentário Home, de Yann Arthus-Bertrand. Impressiona pela beleza das imagens e é um alerta para a dimensão da destruição do nosso planeta e para a responsabilidade individual. Veja o documentário e reflicta. Também pode ler mais no jornal Público.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

terça-feira, 2 de junho de 2009

Guia interactivo das mudanças climáticas

Mais um recurso para explorar sobre mudanças climáticas.

Investigadores portugueses descobrem técnica para conhecer melhor Matéria Negra do Universo

Investigadores da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveram uma nova técnica de medição do rendimento da cintilação nos detectores de gases nobres que poderá representar um "contributo importante" para a detecção da Matéria Negra do Universo.
A Matéria Negra é uma substância pouco conhecida que se pensa ter influência sobre a gravidade necessária para manter o Universo unido.
Desde há cinco anos que os investigadores trabalhavam neste estudo, que resultou agora na criação de uma técnica de medição "mais precisa e directa" do rendimento de cintilação nos detectores de gases nobres (Xénon e Árgon), um "mecanismo essencial para a detecção de Matéria Negra", anunciou hoje a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).
Desenvolvida pelo Grupo de Instrumentação Atómica e Nuclear (GIAN), da FCTUC, a investigação é encarada pelo seu coordenador, Joaquim Santos, como um "passo pequeno mas importante para se compreender o funcionamento dos detectores da Matéria Negra e obter um conhecimento mais exacto dessa matéria".
"Há 94 por cento da matéria do Universo que não é visível, daí chamar-se Matéria Negra, e que explicará como a nossa Galáxia está junta e é como é", disse à Lusa o físico. Ler o resto da notícia. (Retirado do Jornal Público, 01 de Junho de 2009)

A importância de começar cedo a integração na sociedade tecnológica :)