terça-feira, 21 de abril de 2009

Olhar para o céu é coisa de menina?

Apenas um quarto dos profissionais da astronomia são mulheres. Em certos países simplesmente não existem astrónomas, outros em que elas representam metade dos cientistas desta área de estudo. Assim, foi hoje lançado o projecto She Is An Astronomer (Ela É Uma Astrónoma), no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Astronomia. O objectivo é promover a igualdade de géneros e eliminar o preconceito de quee a aptidão para a ciência é predominantemente masculina. (Na imagem temos Jodie Foster a interpretar uma radioastrónoma no filme Contacto).
O número de mulheres cientistas varia não só no espaço, mas também no tempo. E há uma tendência para que o número diminua à medida que se sobe de faixa etária, sugerindo que continuar numa carreira científica é uma escolha determinada por factores sociais e culturais e não apenas pela habilidade ou aptidão das mulheres.
A igualdade de oportunidades é uma prioridade na comunidade científica, independentemente da cultura dos cientistas ou da sua localização geográfica, dizem os promotores da iniciativa.
O site She Is An Astronomer aborda questões de género na astronomia e na ciência em geral, fornecendo informação sobre algumas astrónomas, os eventos que se irão realizar ou bolsas a que mulheres astrónomas se poderão candidatar.
O projecto foi apresentado durante a Semana Europeia da Astronomia e da Ciência na Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido.
(Retirado do Jornal Público, 21 de Abril de 2009)

Sem comentários: