terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Como é que a luz entra nos olhos?

5 comentários:

beatriz g 8ºc disse...

A luz atravessa a córnea , passa através da pupila e chega a uma lente - cristalino - . O cristalino muda o trajecto da luz produzindo na retina uma imagem mais pequena e invertida. As ramificações do nervo óptico que chegam à retina transmite mensagens ao cérebro que vai interpretar a imagem .

Gonçalo Amália 8ºc nº10 disse...

A luz atravessa a córnea, passa através de um orifício, a pupila, e chega ao cristalino, que é uma lente. O cristalino muda o trajecto da luz, produzindo na retina, que contém células sensíveis á luz, uma imagem invertida e mais pequena. As ramificações do nervo óptico que chegam à retina enviam sinais ao cérebro, que interpreta a imagem, permitindo-nos ver os objectos como realmente são

isadora moreira 8ºc / Nº 12 disse...

A luz que provém dos objetos atravessa a córnea, passa através de um orifício - a pupila -
e chega ao cristalino, que é uma lente. O cristalino muda o trajeto da luz, produzindo na retina, que contém células sensíveis á luz, uma imagem invertida e mais pequena. As ramificações do nervo óptico que chegam á retina enviam sinais ao cérebro, que interpreta a imagem, permitindo-nos ver os objetos como realmente são.

Inês Baltazar 8ºC Nº11 disse...

A luz atravessa a córnea, passa a pupila e chega ao cristalino.O cristalino muda o trajecto da luz, criando na retina uma imagem invertida e mais pequena, as ramificações do nervo óptico que chegam à retina enviam sinais ao cérebro que interpreta a imagem permitindo-nos ver as imagens.

Cristiana Nº8 8ºC disse...

A luz incide na córnea, depois é regulada pela pupila em função da sua intensidade, chega à retina que tem células sensíveis transformando a excitação da luz em sinais eléctricos que são enviados para uma parte especifica do cérebro que interpreta a informação recebida.
As células sensíveis da retina são compostas por cones e bastonetes.
A parte especifica do cérebro que interpreta a informação visual é o córtex visual.